sábado, 23 de junho de 2007

Carta dentro duma garrafa.

De novo...
Voltou a acontecer.
Sem que eu tivesse feito nada para que isso sucedesse, pelo contrário, - evitando os meus pensamentos na hora de deitar-me - tudo se repetiu uma vez mais.
Incessantemente e de maneira constante, noite após noite, de forma contínua e ligada em episódios.
Tenho este sonho sempre igual há tantos anos que já nem me lembro bem do primeiro dia em que comecei a sonhá-lo.
Sonho que estou só.
Completamente só numa ilha que também seria solitária se não fosse ter sido eu a naufragar ao largo dela, na ocasião em que começaram os meus pesadelos, e ser assim o seu único habitante.
Durante o dia estou bem, nas minhas tarefas diárias, junto aos meus amigos e à mulher que amo com a mesma paixão e entrega há mais de trinta anos. Mas mal fecho os olhos eis que desperto nesta ilha onde me encontro agora a escrever-vos.
Na manhã - cuja data não me recordo - em que sonhei ter naufragado, íamos todos juntos atravessando o Pacífico no iate que eu tinha nessa altura.
Lembro-me de tal forma de tudo o que aconteceu neste meu sonho como se tivesse sonhado hoje.
Tinha estado com ela na proa olhando para esta ilha que agora os meus sonhos aprisionaram. Beijávamo-nos e o sabor da sua pele sabia-me ao sal do mar que eu amo desde criança e que agora é o meu carcereiro. Passei-lhe as mãos pelos cabelos, dedos a deslizar suavemente, descendo pelas ondas do nosso querer. Naveguei língua e boca pelo seu pescoço e saboreei o mar ainda mais intensamente. Abraçámo-nos e senti-a toda mulher encostada a mim. Depois descemos para a cabine enquanto eles se riam com os seus copos de Martini nas mãos e falavam uns com os outros. Disse para tomarem conta do leme e que se aproximassem com cuidado da ilha.
Depois..
Só me lembro da sua nudez e corpo quente, tão desejoso quanto o meu e o tremendo encontrão que dei com a cabeça quando o barco encalhou numa enorme pedra submersa e se partiu em dois.
Dei acordo de mim já na areia recheada de destroços e dos corpos de dois dos meus amigos e da minha mulher.
Sepultei-os a pouca distância da praia e visito-os todos os dias.
Meu Deus! Cada vez que relembro esta parte do meu primeiro pesadelo fico numa tremenda angústia pese embora a distância imensa levada no tempo.
Depois vem a rotina neste sonho sempre igual. Acrescento mais um traço; mais um dia, numa tábua dos destroços com que fiz a cabana. Dou voltas pela ilha solitária, colho frutos, pesco qualquer coisa, ponho umas flores nas campas e subo à nascente mais para o interior para encher uma vasilha com água.
Já tenho falado à minha mulher no tormento que à noite me assola. Ela ri-se com o mesmo sorriso que não envelheceu nem um dia decorridos que são mais de três décadas. Bem ao contrário do que se passa neste sonho em que tudo ganhou o cinzento de trinta e muitos anos aos quais quase perdi o conto, apesar das marcas diárias com que colecciono os dias passados.
O meu cabelo está enorme, tenho umas barbas até à cintura, estou desdentado e extremamente magro, e vi bem o meu mísero estado, de rugas profundas e roupas em farrapos, quando me pus a reparar na figura reflectida na superfície da água da vasilha.
Estou velho, tenho envelhecido dia após dia dentro deste pesadelo que vivo intensamente e que não me larga.
Depois o cansaço do sonho vence-me e acordo com júbilo longe desta ilha, junto ao seu corpo de mulher entrelaçado com o meu sob os mesmos lençóis.
Fazemos amor, damos duche juntos e vejo ao espelho como estou jovem...
Ai como gostaria que me libertassem desta prisão que me agarra mal os meus olhos se fecham. Por isso escrevo esta carta. Vou encerrá-la dentro desta garrafa e atirá-la ao oceano..
Que bons ventos e marés a levem onde outros sonhos me façam noutro sonho despertar...

55 comentários:

MIGUEL GIRASSOL disse...

tive a mesma sensação navegando nas minhas veias

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Carlos querido,
Agradeço cada uma das tuas palavras, o carinho e a atenção que me dedicas, a beleza não está em mim, mas naqueles que conseguem ver muito além das simples palavras que escrevo apenas pelo gosto e pelo prazer de escrever. Este é um espaço de sentimentos que de uma forma ou de outra fazem sempre parte do "ser" humano.
Todos os meus escritos tomam forma a partir de momentos que registo porque captam a minha atenção, alguns não tem a ver directamente comigo, outros passam por mim e há aqueles que fazem parte integrante de mim pertencendo ao meu passado ou ao meu presente.
Quando criei o Feelings tinha já cerca de 400 escritos, que fui guardando e que tenho vindo a publicar, mesmo que agora estejam ultrapassados em tempo e em sentires, e não fazendo alguns parte da minha realidade actual, são meus e continuarei a partilha-los na medida da minha vontade.
Pela quantidade e diversidade comecei a ordena-los por séries e esse é o princípio de publicação deste blog, independentemente da época em que os tenha escrito.
Como dizes, sempre podem voltar a ler os sentidos cruzados basta para isso clicarem na etiqueta alojada na barra lateral com o nome da série, quiçá ainda irá aparecer um ou outro sentido cruzado durante a "vida" desde blog, agora surge algo um pouco diferente um mini conto “A Batalha dos Inocentes” seguido de numa nova série Contos& Monólogos e depois destas, outras séries ainda aparecerão, mas que não vou desvendar ainda.
Eu aguardo a tua próxima visita 
Beijo grande

gasolina disse...

Texto lindissimo, em que o medo do sonho e da realidade se fundem.

Mais uma vez, gostei muito.

O que significa que voltarei.

Beijo, fica bem

Joana Dalila Santos disse...

estranho

Um Momento... disse...

Charlie

Ao passear na praia ...encontrei uma garrafa...trazida pelas águas do mar.A abri...de lá de dentro um papel tirei... era uma carta...
A li, em voz alta.
Era um pedido de socorro em forma de Solidão, Angustia e Paixão.
Embebecida olhei o Mar...e lhe pedi que a seu autor companhia te fizesse...que á sua angustia ele levasse para longe nas suas marés...e a Paixão ele lhe preservasse...
no amor de tua Mulher...
Guardei a garrafa...a carta a ofereci ao Mar...e ele com uma onda branca como a pomba da Paz , a devorou,a levando para longe...assim como ao sentimento de angustia, á dor, á saudade...á solidão por ali sentida... deixando te apenas de bem ... Contigo... Com a vida

Um beijo de mim .. em Ti Charlie
De e por este Momento(*)

Menina do Rio disse...

Dizem que os sonhos refletem os nossos desejos imediatos, mas um sonho contínuo talvezseja prenúncio de mudanças. A carta na garrafa pode chegar ao seu destino e quem sabe haverá uma resposta...

beijos

VENDIË disse...

Vim parar a este blog...e logo o título do texto me prendeu. Ainda bem que o li! Belas palavras, uma viagem entre o sonho e a realidade fantástica!! Um discurso coerente na medida em que os sonhos e a escrita nos deixam ser coerentes! Gostei muito.

Trequita disse...

Eu encararia esse sonho não como um pesadelo mas como uma benção sempre que acordasse e me apercebesse que afinal ainda tenho tudo aquilo que mais temo perder...
Digamos que tomaria o sonho como uma chamada de atenção para aproveitar tudo o que de bom tenho na minha vida.
Bjokitas

Um Momento... disse...

Podes passar na minha casinha sff?
Grata
Um beijo de noite serena (",)

Ana disse...

Prisioneiro de um sonho, navegas entre a realidade e a fantasia. Prisioneira das tuas palavras, abro a garrafa e mergulho nas cartas que escreves.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Eu já não sonho, por medo de sonhar...
beijinhos e bom fim de semana

Lu@r disse...

São os sonhos que comandam a vida.

Abraço

Menina do Rio disse...

Deixando um beijo dentro datua garrafa de desejos

Mi... disse...

Uma carta cheia de sentimento...

Gostaria que no meu cantinho passasses pf

Um beijo sentido:o)

Isabel-F. disse...

Olá Carlos,

Uma maravilha este teu texto ... um poema autêntico ...lindo, belo e doce...

vim agradecer-te a tua visita lá ao meu sítio. agradecer-te as palavras maravilhosas que me deixaste e que ... que dizer??? me deixaram muito feliz e orgulhosa ... quem não gosta de elogios??? eu gosto ...
uma vez mais OBRIGADA...

espero ver-te lá mais vezes ... a casa é tua e a minha porta está sempre aberta...

beijinhos

Marrie disse...

ATITUDE

O QUE QUEREMOS DA VIDA?
Amarguras, tristezas, preocupações?
Alegrias, prazeres, emoções?
ME RESPONDA.....
Seria válido sofrer pelo que não aconteceu?
Viver fechado, isolado, frustrado?
DEPENDE DE MIM OU DE VOCÊ?
É difícil reconstruir amizades, amores, relações...
É difícil enfrentar o orgulho, iniciar a mudança...
FAZER REVOLUÇÕES.
Mas, é preciso!!!
Para sermos felizes.
Controlar a emoção, moldar os sentimentos, renascer.
Renascer a cada instante, a cada momento.
SUPERAR CRISES!
Vencer as limitações do ser.
Para amar, brincar, sentir prazer...
ISSO É VIVER!!!
Caso contrário...
MORRER

Marrie
Prazer em conhecê-lo!

anne disse...

Sonha e sonha
Ó sonhador
Vai levando mundo afora
A vida toda
A sonhar

Sonha o mar
Que beira a terra
Dia e noite a sussurrar

Sonha um sonho
Sonhador
Vai sonhando
Teu amor.

Oi Carlos,quando cheguei ao teu espaço, abriu-se a cortina, cerrei os olhos e disse-me: é chegado o sagrado instante de sonhar. Obrigada por transformares sonho em palavras e palavras em emoção.Agradeço pela tua presença simpática ao Retalhos D´alma. Encantou-me o teu espaço. Parabéns! Espero teu breve retorno.
Beijos.

♥≈Nღdir≈♥ disse...

ღღ OLÁ! ღღ
  *.*´¨) ღღ
   ღღ ¸..´¸..*´¨)*´¨)
  ¸.•´¸.•*´¨) ღ ¸.•*¨)
  (¸.•´ ღღ (¸.•` ღღ Bom fim de Semana* ღღ
       ¸.•*¨)             
    (¸.•´ ღ (¸.•*´¨¨*Beijos*´¨¨*•.¸ღ .•*¨)
                     (¸.•´
•.¸.♥`“•.¸♥≈Nღdir≈♥ ¸.•“´♥.¸.•

Lumife disse...

Foi uma surpresa, uma boa surpresa, vê-lo nestas lides da blogosfera.


Bem lhe dizia eu que era necessária a sua presença, a sua palavra e o seu sentimento.


Bem vindo


Um abraço

Menina do Rio disse...

Um beijo pra ti também!
Tem uma boa semana.

Um Momento... disse...

Passo para desejar um bom dia

Deixo um Sorriso e um beijo(*)

cõllybry disse...

Belo texto onde se mistura o sonho e realidadae...

Bjca doce

AcidoCloridrix disse...

Ora Viva!!! Um Convite.... Prossegue a votação para as 7 Desgraças do Mundo (a combater e erradicar),,,, até ao momento a se destacarem aleatóriamente: Corrupção, Pedofilia, Fome e Pobreza, Descriminação Social (sexual, racial, etc.), Guerra, Poder (de países ricos), Violencia (doméstica e generalizada), Drogas e Tráfico, Fanatismos (religiosos, etc.), Aquecimento Global (e destruição do planeta, poluição, etc.), Terrorismo.
Gostariamos de ter o teu voto, opinião,,,, em http://sexohumorprazer.blogspot.com/2007/07/7-desgraas-do-mundo-combater-e.html, obrigado, HCL

por uma lágrima disse...

Li e reli...
Nas entrelinhas descortinei algo que a minha memória não quer apagar...
A garrafa nunca deu à costa...
A carta não foi lida...
E o sonho jamais tomará o vulto da realidade...
Obrigada por me teres despertado e partilhado um pesadelo que julguei ser só meu...

Cármen Neves disse...

Caro Carlos,

Passei apenas para dizer que adicionei o teu log, aos meus favoritos.Voltartei mais vezes.
Um abraço,

por uma lágrima disse...

Marco encontro naquela praia, onde a lua beija a areia e de mãos dadas podemos tocar as estrelas...
Essa lua que guarda confidências, dá luz aos sonhos, ouve sem criticar, aconselha sem falar...
Disco de vinil?...
Apenas guardo religiosamente, no baú da saudade, aquele que foi o condutor da mais bela história de amor...

Beijo (e)terno

Um Momento... disse...

Olá:))
Hoje trago-te uma fatia de bolo e champagne
Obrigado por existires
Um beijo ... em TI!!!

(*)

Paola Vannucci disse...

Olá vim agradecer sua visita em meu blog.....

Suas cartas sao maravilhosas

bom final de semana

Paola

cõllybry disse...

Sonho e realidade de mãos dadas se fundem...

Bjca doce

anne disse...

Estou a espera da garrafa, rs. Deixo um beijo.

Papoila disse...

Olá Charlie:
Grata pela passagem pelo campo...
Belíssima carta de sonhos que se misturam com a realidade um estado de alma que me é familiar... essa carta deitada ao mar vai dar à costa de um peito que a vai abraçar...
Beijos

Um Momento... disse...

Hum...
Deixo cair um beijo(*)

Nilson Barcelli disse...

Pelos vistos o pesadelo não voltou... já não escreves quase há um mês...
Mas gostei imenso deste teu texto.
Abraço.

Charlie disse...

Olá Nilson.
Na verdade devo em primeiro lugar dizer que concordo contigo. Levo algum tempo a actualizar o blogue, mas isso apenas se deve ao facto de ter pouco tempo disponivel e postar por postar prefiro faze-lo quanto o tempo o permita que o faça com o mínimo de qualidade.
Obrigado pelo elogio respeitante aos textos, muito obrigado.

carlos

☆Fanny☆ disse...

Olá Charlie...
Obrigada pelo perfume das tuas palavras que soltaste no meu Simplesmente Murmúrios...é sempre gratificante sentir assim estes toques de ternura dentro de nós.

Gostei de conhecer o teu espaço e comentando superficialmente o teu post...o sonho tem sempre uma razão de ser, sobretudo quando eles se repetem. Talvez outra vivência noutras vidas.
Acreditas na reencarnação?
Eu acredito e há reminiscências que nos visitam em sonhos. Eu sonho muitas vezes que estou escondida numa floresta...é sempre a mesma imagem, o mesmo vestuário, a mesma paisagem...

Há mistérios que nunca entenderemos.

Podes linkar-me sim... ;-)

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

☆Fanny☆ disse...

Sim...há sonhos e sonhos.

Há sonhos que vêm do coração e da alma, uma tentativa de escape a esta Realidade que nos aprisiona e nos tolhe os voos interiores. As pessoas cada vez estão mais frias, mais materialistas e este facto entristece-me.

Os blogues, muitos deles, nascem desta necessidade... de evasão ao quotidiano vazio, tal como o meu. E é agradável quando encontramos personagens que nos sorriem e nos dão a mão nas veredas do sonho.

Confesso que já tive vontade de acabar com tantos sonhos, mas se há algo que nunca nos poderão tirar são os sonhos, mesmos que eles sejam tácitos e solitários.

Sou uma solitária, mas não me sinto só!

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

Vera Carvalho disse...

Meu querido, não me disseste que tinhas renovado a casa? Não me querias convidar a cá vir?...hummm. Malandreco!Mas gostei, mais ainda deste texto!
Sabes que são as nossas vontades que criam os sonhos?!
Um beijo do tamanho do mundo.

Maria Valadas disse...

Foi com enorme satisfação que recebi a sua visita no meu " espaço"!

Mais agradecida fiquei.. Dando- me a oportunidade de retribuir a visita... E venho descobrir um texto maravilhoso... Em que o sonho se entrelaça com a realidade!

Fantástico!


Posso linkar?

Abraço da

Maria

anne disse...

São tão bonitos teu sonhos. Quando essa garrafa chegar será um deleite, rs. Amigo meu, vim convidar-te para a minha festa, rs. É meu aniversário e gosto de festejar essa data tão especial, tb na net. Vai lá dançar um pouquito. Só não deves beber muito.
Beijossssssssssssss

Olhos de Mel disse...

Olá Carlos! Obrigada pela visita ao nosso blog e pelas palavras carinhosas.
Sonhos bem interessantes, complexos e ricos em detalhes, que você descreve tão bem. É preciso destacar, onde existem pontos reais dentro deles. Mas o final, foi perfeito! É preciso que enterremos as coisas que nos inquietam, inclusive, que essa simbologia, se faça também, dentro de você.
Adorei sua passagem por lá, viu? Volte sempre!
Bjs

Diva disse...

Bela viagem entre o sonho e a realidade... quem sabe? Por que nao? Sera? Tudo pode acontecer... ate a carta chegar aos pes de alguem.
Bjs meus

Dawa disse...

Tb tenho desses sonhos que se repetem...
Beijinho e obrigada pela visita!

Entre linhas... disse...

Um texto onde o sonho e a realidade andam de mãos dadas,uma aut~entica unicidade.
Adorei conhecer o seu "cantinho" voltarei mais vezes se me o permitir.
Bjs Zita

Olhos de Mel disse...

Passando pra lhe desejar um bom final de semana!
Bsj

luma disse...

Sonhos recorrentes por trinta anos, é muito tempo. Mas pense bem, se fosse o contrário. Se dormisse em uma ilha na mesma situação do sonho e sonhasse estar acordando jovem e com a amada do lado. É melhor continuar com esse sonho.
Beijus, Luma

por uma lágrima disse...

No teu comentário :)) encontrei "mote" para o meu post...
OBRIGADA
Bom fim de semana
Beijinho

♥≈Nღdir≈♥ disse...

., . - . - , _ , .
.) ` - . .> ' `(
/ . . . .`\ . . \ Ofereço uma rosa
|. . . . . |. . .|
. \ . . . ./ . ./
.. `=(\ /.=` toda perfumada
.... `-;`.-'
......`)( ... , para aromatizar
....... || _.-'|
........|| \_,/o teu Fim de Semana...
........|| .*´¨)
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *
*´¨) мιℓ вєιנoѕ♥*♥
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` **♥*♥

gasolina disse...

Tanto tiempo sin escribir...
Me quedo ansiosa por tus palabras, tus sueños...

a ver...

Gracias por tu visita e sonrisas!
Para ti te deseo fantastico weekend!

Besitos.

Charlie disse...

@ Gasolina.
Hola chica, que bién que teines tu castellano, de verdad que me encantó tu respuesta en el idioma de Cervantes!
Pero si que escribo mucho, puedes creerlo, aúnque no lo haga en el blog de las "cartas sin valor". Sin embargo te garantizo que estará una nueva carta mui proximamente.
Gracias y un besito.

Carlos

Olhos de mel disse...

Olá! Passando pra lhe desejar uma semana cheia de grandes realizações.
Bjs.

gasolina disse...

Una vez mas vengo aqui por ti e tus cartas, que me encantan.

No olvides tu promessa de nuevas...

Besitos para ti.

Bia disse...

Não sei como aqui cheguei, sei apenas que gostei muito de tua forma intrigante de postar. Teus textos nos trazem aquela vontade de ler mais, de buscar nos outros posts os elementos para tentar conhecer um pouco mais de tua alma.

Voltarei, pois hoje não deu para ler tudo, mas gostaria de fazê-lo num tempo maior.

Deixo-te pétalas perfumadas de mimosas flores e um beijo no teu coração.

Anônimo disse...

Buenass!

Ainda nao li o texto mas ja guardei nos meus favoritos! E vou lê-lo assim q tiver vagar!

Obrigada charlie pelo comentario no meu blog!
http://quicas007.blogspot.com/

Quicas

Anônimo disse...

Xi Charlie, meu Deus ... tantas , tantas meninas e meninos a entrar no duche , depois do amor, com o Charlie e a sua mulher...

Anônimo disse...

Aprendi muito