quinta-feira, 25 de outubro de 2007

A ilha...


Pisei, olhando para a distância, a orla de areia que o mar lacrimejava.
Senti os pés húmidos e escutei o borbulhar suave da breve espuma que escorria entre a multidão de seres minúsculos que habitam o universo infindo das partículas de areia.
Aqui e ali, podia adivinhá-los a esconderem-se rapidamente e para sempre em segurança até que viesse a próxima vaga.
A Lua estendia o seu eterno mar de prata com o que inundava as praias das almas
que sabem pertencer-lhe.
Eu sei que há pessoas que são pertença dela!
Sinto-as meus iguais quando estão junto a mim.
Todo o meu corpo fica presa das ondas que emanam dos seus mares.
Não preciso que digam nada.
Que me olhem, ou que sorriam.
Basta existirem próximo de mim
Sinto-lhes o bater do coração dentro do meu peito, e faz-se me um nó na
garganta
Sim porque eu sou um ser da Lua...

Achei uma ilha!
A minha ilha fica mesmo ali quando a sua Mãe sai parida do mar, subindo aos
poucos no céu.
Nunca repararam?
Hão de ver nos dias em que já próximo da Lua Cheia surge do nada rente ao horizonte.
Se olharem com um pouco de atenção verão no colo da Mãe, num suave embalo, o
perfil das palmeiras e coqueiros, encimando um peito de mulher.
É a minha ilha!
Quis sempre visita-la. Penetro no mar e nado para ela até ficar sem forças.
Deixo afogar-me.
Já estive quase a chegar lá e guardo na minha boca o sabor das águas que
banham os seus lábios...
Acordo sempre com os pés a pisar a areia e dou com a Lua já alta.
É sempre ela que me salva e me põe de volta neste areal imenso. A perder de
vista...
Este areal sem fim antes não existia.
Era uma extensão de rochas onde eu era uma fortaleza inabalável.
Depois....
Depois descobri a ilha rente à lua ás portas do horizonte e chorei a
distância em mares e oceanos.
Agora tudo secou e dos meus olhos só saem grãos de saudades duma ilha onde
nunca estive...

Sentei-me um pouco a pensar em tudo e chorei um castelo de areia.
Uma onda veio e puxou-a para dentro de si.
Para o mar das lágrimas para onde escorrem os castelos das saudades...

Charlie


64 comentários:

♥≈Nღdir≈♥ disse...

nenhum homem é uma ilha solitária, quando as ondas o veem beijar...
Beijos

Cat* disse...

Texto belo, envolvente em ilhas , lua , luar , mar e amar
E sim , observei a Lua Cheia esta noite, que me ilumnou a alma , me encantou o olhar
E encantada fiquei ao acordar e ver tão belo texto...aqui saindo do seu coração

Gostei imenso

Sorrindo ,agradecendo , desejo um bom fim de semana
*

CatWorld disse...

LINDO!
todo o homem é uma ilha, mas cheia de gente, de amor pa dar!
Beijoca!

Um Momento disse...

"A Lua estendia o seu eterno mar de prata com o que inundava as praias das almas
que sabem pertencer-lhe."
Belissimo...
Meu amigo, como já tinha saudades destas tuas cartas...
Invadem-nos, fazem-nos divagar no tempo, transportando-nos até ás tuas palavras...
E és um ser da Lua...uma ilha...
Como é bom poder nadar... ir e voltar

Adorei!!!!

Beijo agradecido por mais um Momento tão belo

(*)

elvira carvalho disse...

Que belo texto Charlie. Poetico, envolvente. Nenhum homem é uma ilha,porque os sentimentos são sempre pontes de ligação aos outros homens. Também já sentia saudades dos seus textos.
Bom fim de semana
Um abraço

Cristina disse...

dissipam-se as núvens e ela brilha pálida, lívida, serena.
como diria o poeta,
«nada teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa.
Põe quanto és no mínimo que fazes.
Assim, em cada lago a lua toda brilha...»

beijo. te.

Anônimo disse...

será que sempre escreves assim para as tuas namoradas???

elas ficam tolas contigo!!!

Charlie disse...

@ anónimo(a)
As minhas namoradas são as espumas do eterno mar de que é feito a viagem infinita de teu nome; mulher.

Charlie disse...

Obrigado Elvira, tenho uma visita ao teu canto que chama por mim.
Beijo

Charlie disse...

Cat.
És também um ser da Lua, da nossa Lua... ;)
Beijinho e uma semana cheia de luz.

Carls

Charlie disse...

Catworld:
Somos isso mesmo; ilhas que se ligam umas às outras através dum mar que pode ser de amor...
Beijoca para ti.

Carlos

Charlie disse...

Momento.
És um momento especial e único.
Obrigado pela tua doçura e encanto sempre especiais.
Beijo

Carlos

Charlie disse...

Cristina.
Para ti beijos de capa e contra capa, de preferência ao abrigo das duas.
Beijo-te também-

Carlos, ;)

soreg disse...

Bonito! Parabéns!

Destaco:

”Basta existirem próximo de mim (...) Penetro no mar e nado para ela até ficar sem forças. Deixo afogar-me. Já estive quase a chegar lá e guardo na minha boca o sabor das águas que banham os seus lábios...”

Meu amigo, não morras na praia depois de tanto nadares – nem em sonhos, eles tb fazem parte da vida. Acrescento estes versos, que hás de reconhecer:

“de mais ser do que o silêncio puro (...) explodes em mil e mais cores nas gotas suadas (...) eternidade não é o tempo”.

bjs

Anônimo disse...

ò anónimo e também tu ficaste tola???

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Feliz em ver você de volta... E em grande estilo, heim? Mais uma grande carta. Onde descreve uma paisagem maravilhosa... Que bom, vir por aqui!
Que sua semana seja maravilhosa!
Beijos

butterfly disse...

Passei para agradecer a visita...e deparei-me com texto muito bonito...envolvente...acho que todos são uma ilha mas circundados de algo maior...
beijinhos

Um Momento disse...

Meu Amigo...
Sorrio-te abraçando tal ternura vinda de ti
Especial és , nas tuas palavras, na tua doçura
TU ser tão Maravilhoso

Beijo com muito carinho
(*)

♥≈Nღdir≈♥ disse...

Gargalhadas aterradoras soam no ar, andam por ai bruxas a enfeitiçar
Bruxedos, encantos, magias…
Cuidado!!! Não se deixem apanhar!!!!
(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
♥ HAPPY HALLOWEEN ♥
(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)

A Feiticeira do Fantasy
www.fotosdanadir.blogspot.com
--
O Feitiço do Just Feelings
www.ridanfeelings.blogspot.com

redonda disse...

Eu sou mais de prosa e esta carta pareceu-me muito poética. Quiçá um destes dias começo a apreciar mais a poesia. Para já, li-a duas vezes, achei as ideias/imagens bonitas e o final triste.
Ah e gostei muito da fotografia com as "esculturas" de areia.

Martinha disse...

Adorei a carta. :D
Beijinho *

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Deixei um carinho pra você, num post intitulado; No mundo dos bons blogs.
Bom feriado! Beijos

Velasquez disse...

ola colega do lirismo minimalista:)

é possivel colocar um pequeno post nos teus blogues a divulgar o lançamento do meu livro na fnac do algarve shopping?

td aqui:

www.tiagonene.pt.vu

usa a ultima imagem q la tenho.
é a capa do livro com a data e local...podes tb colocar o link para a minha pagina e se quiseres ate um poema:)

thanks!

Charlie disse...

Olá Martinha, Redonda e Olhos doces de mel. ;)
Obrigado pelas vossas visitas e palavras.
Minha querida Redonda, a poesia é aquela coisa que não se consegue explicar e que acontece dentro da gente. É quase uma condenação, um destino. Um beijo a todas.

Olá Tiago, logo farei o destaque que me sugeres, e parabéns. :)

Anônimo disse...

eu nunca fico tolo com nada.

Anônimo disse...

Anónimo aí de cima, tu és gajo?
Pensei que eras gaja.

Anônimo disse...

posso comentar aqui?

somente escrevem as gajas???

Anônimo disse...

Quem responde a isso é o dono do blog, eu só disse que pensei que eras uma gaja.

Então és um gajo não é verdade? Só por curiosidade.

Charlie disse...

Dono do Blogue.
São todos bem vindos.
Anónimos, não anónimos. Gajos e gajas e os intermédios.
Os que gostam, os que não gostam e os indiferentes.
E mesmo para ti que tudo lês para além das palavras. Sois todos livres de pisar as pedras da calçada e exprimir a liberdade.
Bem hajam e obrigado pelas visitas.

Carlos

Anônimo disse...

Intermédios?! Cruzes..............

Anónimo de baixo, ou 2.

sveronica disse...

Vim refugiar-me um pouco nesta tua ilha...
Deixo-te um beijinho

Menina do Rio

luz disse...

Buenas tardes Charlie!

No he tenido humor para leer todo tu relato, es demasiado português para mí.

Espero ser perdonada.

Charlie disse...

Hola Luz.
Pués bien que lo haces asi a manifestarlo. Que bueno que has dejado un besito.
Te lo agradesco de corazón, puedes creerlo y te dejo asimismo un beso llenado de algo muy dulce. Asi en castellano no te duelerá la cabeza con el esfuerzo de tener que leerlo en Português. Puedes creer que yo sé de lo que hablo pués hasta los 15 años de edad no sabia casi nada de este idioma que sin embargo ahora pasados estes años me encanta.
Besitos de verdad y grácias por tu visita.

Charlie disse...

Verónica, coisa mais linda!
Já tinha saudades duma visita tua.
Obrigado pelas palavras quentes das terras de Vera Cruz
Bijo

Charlie disse...

Anónimo
Olá.
Não podemos ignorar o facto de estatisticamente uma média de 10 % da população mundial pertencer ao sexo alternativo.
Assim sendo, e estando presentes em todos os sectores da sociedade humana, é natural que também apareçam nos blogues e manifestem ou não uma opinião.
São bem vindos seja qual for o testemunho que deixem patente, assim como tu em tudo o que quiseres comentar.
Obrigado

Carlos

Carminda Pinho disse...

Charlie,
conheci-te através do Contra Capa e vim dizer-te que o meu apelido não é Pinto mas Pinho, que coisa!!! :)))
Olha fiquei aqui presa a ler e, a imaginar esta ilha...quem me dera "fugir" para uma.
Bom domingo! no mar ou em terra.

luz disse...

Charlie: prefiero que escribas en português, para aprender "um poucochinho" mais da tua lingua.

No te leo porque los textos demasiado largos, me saturan,y pierdo la atención.

no te había dejado un beso, y como ya te había dicho, no soy yo de dar beijinhos sem mais nem menos!!!

Pero si quieres uno,aquí queda,que son gratis.

Cristina disse...

ola amiguito!

deixei-te lá um pequeno desafio, espero que aceites.

um beijo, bom Domingo.

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Passei pra deixar um carinho, doces beijinhos e desejos de uma semana feliz!

Um Momento disse...

Sorrindo imenso, meu Amigo, pois andei a "cuscar" os comentários teus:o)))

Deixo um beijo de noite linda e serena

(*)

Um Momento disse...

Passo, sento, sorrio e...
Sopro um beijo de noite linda:))

(*)

Bia disse...

Amigo querido, como eu gostaria de ter escrito esse texto... nem imaginas o quanto me identifiquei com ele! Tocou-me profundamente!

Essa frase... "Agora tudo secou e dos meus olhos só saem grãos de saudades duma ilha onde
nunca estive..." parece-me que algum dia a escrevi n'algum lugar de uma praia tão bela quanto distante...

Deixo-te pétalas de mimosas flores orvalhadas nas gotas de um mar que me traz tantas lembranças... deixo também um beijo no coração, e o desejo de que dias lindos venham a enfeitar tua vida.

Diva disse...

Profundo e delicado. Leva-nos numa viagem quase sem ondas...
Bjs meus

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Saudades de você, viu? Que sua semana seja de realizações!
Beijos

Anônimo disse...

Olá.
Perdi as amarras. Só para dixar um sorriso.

Teresa

Charlie disse...

*

luz disse...

tu és um provocador.

Um Momento disse...

Passo...
Deixo cair um beijo... em ti

(*)

luz disse...

FADOS
CARLOS SAURA , PORTUGAL/ESPAÑA, 2007


Director: Carlos Saura
SESIONES
14.11.07 · 20:00






Después de Flamenco en 1995, y Tango en 1998, Carlos Saura completa la trilogía de la canción urbana moderna con Fados. Tras más de dos años de investigación sobre el fado, Carlos Saura da un salto importante en su aproximación al musical. Si en sus trabajos anteriores Saura se apoyaba en la danza, en Fados realiza un esfuerzo argumental y de imagen en el que refleja de forma única y original el nacimiento de la música arrabalera, portuaria, que es en sí misma una síntesis de todas las músicas nacidas a fines del siglo XIX.

Charlie disse...

@LuZ,


FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINE DE SAN SEBASTIAN
Mariza, Camané y Carlos do Carmo ofrecerán un concierto en el estreno de "Fados" de Carlos Saura


La película Fados dirigida por Carlos Saura, que forma parte de las Proyecciones Especiales de Zabaltegi-Perlas del Festival de San Sebastián, tendrá un estreno destacado en el teatro Victoria Eugenia, con la unión de los mejores cantantes del fado actual que ofrecerán un concierto después de la película.

Tres grandes figuras del fado se unen para esta presentación única en San Sebastián. Mariza, que acaba de ser nominada a un premio Grammy, ha llenado en los últimos años las más prestigiosas salas del mundo, y ha recibido innumerables premios por su álbum Transparente (2006). El cantante Camané, que ha coronado su importante carrera de 25 años con el espectáculo Como sempre…como dantes, ha recibido el premio Amalia Rodrigues en la categoría de Mejor Cantante Masculino de Fados. Y una de las grandes figuras de la historia del fado, Carlos do Carmo, que a lo largo de más de 40 años de trayectoria artística ha llevado la canción portuguesa por todo el mundo, completa el cartel.

Charlie disse...

Y más todavia:
La última película de Carlos Saura, un homenaje a la música tradicional portuguesa.

Después de "Flamenco" en 1995, y "Tango" en 1998–nominación al Oscar a la mejor película extranjera-, Carlos Saura completa en 2007, la trilogía de la canción urbana moderna con "Fados".

Tras más de dos años de investigación sobre el Fado, Carlos Saura da un salto importante en su aproximación al musical. Si en los musicales anteriores -"Iberia", "Flamenco", "Tango"- Carlos Saura se apoyaba en la danza, en "Fados" realiza un esfuerzo argumental y de imagen en el que refleja de forma única y original el nacimiento de la música arrabalera, portuaria, que es en sí misma una síntesis de todas las músicas nacidas a fines del XIX.

"Fados" supone un encuentro entre dos culturas que llevan siglos conviviendo en la Península, compartiendo geografía e influencias. Y así se ha entendido desde Portugal, donde se ha hecho un gran esfuerzo para conseguir que sea el director español Carlos Saura quien lidere este apasionante retrato del fado portugués. Tras analizar su obra, desde Portugal se han dado cuenta de que sólo una visión externa les iba a permitir exteriorizar algo tan importante y que se encuentra tan arraigado en sus tradiciones. Esta decisión no exenta de controversia ha obtenido el apoyo de los intelectuales lusos más destacados: el fado ya es universal, y la elección de Carlos Saura como director de esta película no hace sino potenciar, en primer término, ese carácter universal del Fado, y en segundo término, la trascendencia de la cultura portuguesa.

luz disse...

Charlie: ayer estuve casi una hora esperando para ver si conseguía una entrada, pues estaban agotadas.

Entré con la última entrada disponible,y me tuve que sentar en la primera fila.

El Círculo de Bellas Artes de Madrid estaba lleno de portugueses,extrangeros,y los románticos españoles que amamos Portugal.

Al final lloré con algún cantante.
No me preguntes por qué!!!!!!!!!!

Creo que en breve se podrá ver en los cines comerciales.

luz disse...

Para el concierto que daban el lunes,me quedé sin entradas.

Ese es el síntoma de que en Madrid adoramos lo português.

Nocas Verde disse...

Charlie,
Obrigada por ires ali ao meu lado.

Comunico-te que elevarei o teu comentário, que muito me agradou, a post.

A arte?

É isto também. Ler palavras assim, desnecessárias?
essenciais à vida

Já agora, permite-me que te desafie para o meu desafio Prista!
http://avidadestelado.blogspot.com/2007/10/desafio-challenge.html
Beijos e volta sempre que quiseres

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Adorei sua visitinha, viu? Quando puder volte, sim?
Bom feriado! Doces beijos

fairybondage disse...

"Para o mar das lágrimas para onde escorrem os castelos das saudades..."
Esses castelos que nos habitam
e onde habitamos
Onde não mora a vida
que vivemos
apenas...
a vida que sonhamos!!!

Muito bonito!!
Obrigado

mil beijinhos

Bia disse...

Não encontrando nova postagem, deixo-te pétalas e beijos para enfeitar teu final de semana.

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Tou aqui pra lhe ver e convidar para assistir um show lá no blog.
Bom domingo!
Beijos

Pluma(princesavirtual) disse...

Olá Charlie,

deixou-me um comentário muito interessante a um post que escrevi há algum tempo.
Resovi partilhá-lo...vou publicar no meu espaço mais recente.

Apenas para o informar e obrigado pela visita.

Cumprimentos da PrincesaVirtual :)

Ps volto mais tarde com mais tempo, para explorar este seu espaço

Gi disse...

É tarde na noite mas não quis deixar de vir agradecer a tua visita e o teu testemunho . A porta estava aberta e fui entrando nesta tua prosa poética que me encantou. Na tua ilha feita de espumas e luares. A imagem (o meu fraco) tive que clicar na cruzinha para a ver. Prateado magnífico ! O texto sem pelavras ...


Noite feliz e mais uma vez obrigada.

Olhos de mel disse...

Oie lindo! Fiquei super feliz por suas doces palavras... Obrigada, viu? Volte, sim?
Beijos

Um Momento disse...

Passei... na ilha passeio...
Nas suas águas mergulho...
E assim um beijo te soprei
Desejando que esteja tudo bem contigo...
deixo um beijo com saudade

(*)

Anônimo disse...

essas mãos ...

Charlie disse...

£ Anónimo:

As mãos por onde os grãos se esgotam à medida que o mar que vai secando entre eles e os deixa ao sabor do vento que vence o espaço entre os dedos....